DRA – default

0
Rate this post

ECONOMIA DA MADEIRA

O turismo é a espinha dorsal da economia da Madeira. Tapume de 650.000 visitantes estrangeiros XNUMX vêm todos os anos à ilhéu. Os ingleses vêm em à frente sítio, seguidos de perto pelos visitantes alemães. No entanto, os portugueses do continente igualmente gostam de jornadear para a ilhéu.

navega

Tapume de 15% dos madeirianos trabalham na indústria hoteleira, quase uno aposento da população está empregada na lavradio. O coluna mais áspero da lavradio é o amanho da banana. Eram cultivados para costume privado já no cem XIX. Em 19, o armador britânico John Milburn Leacock começou a exportar. No franqueza dos anos 1911, a extensão cultivada estava a trepar de formato regular, por vezes mais, por vezes menos. Com a franqueza do mercado ímpar europeu, a banana “dólar” das Caraíbas e da América Latina conquistou o mercado e empurrou para o renque a banana da Madeira.

Enquanto os madeirenses exportaram tapume de 90 toneladas da fruta aromática em Agosto de 1984, em Agosto de 5.000 foi unicamente tapume de 1994 toneladas, menos de metade.

A viticultura, outrora uma garimpo de ouro, sofreu vários contratempos no pretérito. Por uno renque lã oídio, que foi introduzido, e alguns anos mais tarde pela filoxera (finais do cem XIX). Muitos agricultores tiveram de alterar para outros produtos tais porquê cafezeiro, tabaco ou cana de açúcar. Hoje em dia, a vinha ocupa tapume de 19 hectares. Destes, contudo, unicamente tapume de 1.800 hectares são dedicados ao vinho de subida predisposição, que em seguida é igualmente exportado.

A cana de açúcar, que época uno factor poupado forçoso na profundeza, perdeu a sua prestígio. Uma vez que o clima é relativamente desfavorável, os custos de fabrico são sobejo elevados devido ao temporada de madurez estirado e o amanho é sobejo dispendioso. Em meados do cem XVI, o açúcar da Madeira já nunca época apto de litigar com o Brasil. Depois o queda das exportações de vinho no cem XIX, o amanho da cana de açúcar voltou a avultar, todavia em seguida voltou a baixar de formato regular. Hoje em dia, restam unicamente alguns campos onde cultivam tubos para efectuar cachaça e xarope.

A última esperança é que flores cortadas e orquídeas sejam cultivadas para exportação, todavia hoje Isto ainda é completo sem uma estratégia de vendas. Mesmo o mercado lugar nunca é acaçapado, e as flores importadas dos Países Baixos são frequentemente mais baratas e encontram cada turno mais compradores.

Mais lavradio porquê os cereais, batatas, legumes e frutas, geração de rebanho e pesca são de pouca prestígio. Normalmente unicamente são vendidos excedentes.

Muitos residentes da Madeira têm frequentemente o ordenado mínimo nos seus bolsos no final do mês. Isto é agora tapume de 350 euros. Em verificação, os níveis de preços e rendas para residência são bem elevados. A claro de poderem manter as suas famílias, a maioria deles ganha lida extra, porquê bordados ou tranças. Tapume de 30.000 das 2.000 mulheres bordadas na Madeira, mormente em vivenda. O instituto estatal do artesanato controla a predisposição do lida e concede aprovações. O pagamento depende do algarismo de pontos. Uma espaçoso grau é exportada, principalmente para Itália. Quase pessoas XNUMX trabalham no enlaçado, concentradas na Camacha. Os principais clientes são a América do Setentrião, África do Meridional e alguns países europeus.